sábado, 29 de janeiro de 2011

O porquinho com caipirinha do Carlos Alberto Rodrigues

Canção para não se sair para o mar


Ô menino não vá pro mar,

ô menino não vá me deixar,

o mar está em revolta,

o mar não quer você lá.


Ô menino não provoque o mar,

ele não está pra peixe nem pra se navegar.

Ô menino não deixe o seu amor,

chorando na praia, esperando você voltar.


Ô menino não brinque com o mar

Oh! Meu Deus proteja quem sai pro mar!

traga o meu amor de volta.

Oh! Meu Deus, mesmo que seja pra seu corpo eu enterrar.


Ô menino não vá pro mar,

deixa a imensidão se acalmar.

Fique ao lado do seu amor

aproveita a ressaca pra namorar.


Carlos Alberto Rodrigues.

4 comentários:

  1. Akira! Muito obrigado pelas palavras lá no Olha o Semblante. Melhor ainda saber que circulava por lá.
    Menino não vpa para o mar = a aproveite outras coisas da vida em vez de se perder na imensidão!

    ResponderExcluir
  2. Akira, tenho lido seus versos e adoro ver você transformando o dia-a-dia em poesia. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Carlos Alberto - zelador do Brooklin6 de fevereiro de 2011 06:34

    Akira, acabo de fazer pelo contador do seu blog, o milesimo acesso nele.Sinto-me lisongiado. É uma marca historica para mim.
    São Paulo, 06Fevereio, 2011, as 12:34

    abraços

    ResponderExcluir
  4. Carlos Alberto,
    Rapaz, acho que é um recorde olímpico, tenho a impressão que nem mesmo eu entrei acessei tanto o meu blógue. Obrigado, meu compadre.

    ResponderExcluir