domingo, 2 de junho de 2013

O blábláblá de ontem


o blábláblá de ontem

blábláblá é papo furado
é lero-lero é lenga-lenga
não leva a lugar nenhum
é conversa fiada, arenga
e por ser prosa de boteco
nunca soma um mais um
ladainha oca sem sentido
tititi, peroquessi, blábláblá
discurso em plenário vazio
o patacolá é patati patatá
porém lá na casa amarela
há um concorrido blábláblá
mediado pelo vate escobar
machado drumond franelas
onde enganação e bravata
não tem guarida nem lugar
um tal de daniel marques
grande poetator e agitador
ontem mesmo baixou por lá
com sacha arcanjo, o poeta
de são miguel, compositor
com eles vieram a tiracolo
a poeta rosani abou nadal
e o poeta maior batalhafan
que converteram o blábláblá
em raro e inesperado sarau

akira – 02/06/2013.










 

Um comentário: